4 de jun de 2013

Rio Grande do Sul, um paraíso rural


Por suas características culturais, históricas e geográficas, o Rio Grande do Sul é um dos estados com maior vocação para o Turismo Rural no Brasil.

Viajar pelo Rio Grande do Sul é como conhecer um "país dentro de outro país". Com uma economia historicamente marcada pela produção rural, o estado moldou sua cultura a partir de duas matrizes distintas – ao sul, o mundo da pecuária do pampa, com fortes influências platinas provenientes da Argentina e do Uruguai, e ao norte, a riqueza das manifestações coloniais oriundas de colonização européia, sobretudo italiana e alemã.

Dessa forma, o Rio Grande do Sul foi um dos primeiros estados brasileiros a desenvolver atividades turísticas no campo. Seus roteiros caracterizam-se por uma grande riqueza cultural, repleta histórias fascinantes, que se mesclam com suas paisagens únicas no País.

Atualmente, o estado conta com centenas de propriedades rurais abertas à visitação, espalhadas por suas 10 Regiões Turísticas, com atrações que vão desde cavalgadas por trilhas históricas, até as famosas vivências com a cultura tipicamente européia das regiões serranas.

Para dar apenas uma pequena prova, selecionamos dois roteiros que sintetizam um pouco a riqueza do Turismo Rural no Rio Grande do Sul.



RAÍZES COLONIAIS – SERRA GAÚCHA



O tour Raízes Coloniais é uma das mais emocionantes experiências da Serra Gaúcha. Trata-se de um verdadeiro retorno às origens da colonização italiana no município de Gramado, onde o visitante poderá vivenciar os autênticos costumes da população local.

Entre as principais atrações, estão a Casa Centenária da Família Ferrari, construída em madeira sobre um porão de pedras, o histórico Moinho da Família Cavichon e a Fábrica de Erva Mate Marcon, onde o turista pode se deliciar com a bebida símbolo do estado, o chimarrão. Outra parada obrigatória é o Museu Rural Fiorezze, com seu enorme acervo de peças e utensílios rurais antigos, que contam a história da colonização italiana na região.

Entretanto, o ponto alto do roteiro é a visita à Casa da Família Foss, cuja calorosa receptividade é famosa em toda a região. Pão caseiro saindo quentinho do forno à lenha, geleias de frutas, manteiga fresca, queijos, doces e salames são oferecidos em um grande mesa típica italiana, com direito a muitas histórias divertidas. Para completar o clima de alegria, a família oferece música italiana ao vivo!




CAMINHO DOS TROPEIROS – VALE DO RIO PARDO
.
Este roteiro é formado por cinco propriedades rurais da Região do Vale do Rio Pardo, no centro do estado, que encontraram no turismo uma alternativa de diversificação econômica.

O tour redesenha o antigo "caminho dos tropeiros", trilhado originalmente por homens que conduziam o gado desde o pampa gaúcho até o centro do Brasil. A visita inclui monumentos históricos, como a Ponte do Império, as estradas calçadas e os muros de pedra, aliados aos atrativos naturais do município.

Além disso, patrimônios arquitetônicos como o Aqueduto e o Engenho de Serra Moinho Colonial, movido pela água do Arroio Passa Sete, demonstram a personalidade forte dos imigrantes alemães na região.

Por outro lado, as agroindústrias presentes nas propriedades dão um sabor especial ao passeio, pois nelas os turistas podem provar todas as delícias coloniais deixadas herdadas dos antigos colonizadores da região.



Para saber mais sobre o Turismo Rural no Rio Grande do Sul, acesse o site da Secretaria de Turismo do estado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário