23 de mai de 2013

Turismo Rural em São Paulo

Hospedagem em fazendas históricas, comida típica da roça, passeios a cavalo, trilhas na mata, observação de aves e jantares com serestas e moda de viola são apenas algumas das atrações do Turismo Rural paulista.


Como mencionamos em nossa Breve História do Turismo Rural, Santa Catarina foi o primeiro estado brasileiro a desenvolver o Turismo Rural de forma organizada, em 1986. Mas no final da década de 80, a atividade já havia chegado à São Paulo, mais precisamente à região de Mococa, onde então foi formatada a primeira rota rural nacional.

Hoje em dia, o estado de São Paulo é um dos mais desenvolvidos em termos de Turismo Rural no País, com dezenas de destinos e roteiros altamente qualificados, aptos a oferecer a seus visitantes uma ampla variedade de atrativos e serviços turísticos.
















O modelo adotado em São Paulo está voltado principalmente para as propriedades produtivas, que utilizam desde as estruturas físicas dos hotéis fazendas e fazendas históricas, atá as áreas do entorno, como campos, lagos, montanhas e curral.

O foco central é a visitação da produção, com a vivência do cotidiano rural e a venda da produção associada típica de cada região, como vinhos, bebidas, doces, flores, frutas, café entre outros.

Além disso, é possível verificar que as cavalgadas – com turistas percorrendo a cavalo ambientes rurais e naturais – cada vez mais se transformam em uma atividade estruturada em São Paulo. Da mesma forma, o Turismo Pedagógico, que auxilia o processo de ensino e aprendizagem através da vivência do universo rural, também vem demonstrando um grande crescimento no estado.



A distribuição dos empreendimentos em São Paulo está concentrada nas localidades mais próximas aos grandes centros urbanos. Um dos grandes destaques é a região que reúne os municípios de São Bento do Sapucaí, Santo Antônio do Pinhal, Joanópolis e Pindamonhangaba, representando 11,8% de todos os empreendimentos turísticos rurais do estado.

Outro destino que merece destaque é Itu, com suas fazendas históricas, cavalgadas, turismo pedagógico, pesqueiros e camping. Além disso, os municípios de Amparo (com atividades voltadas ao agroturismo e à agroindústria artesanal), São Roque (hospedagem, visita a propriedades e compras da agroindústria local) e Monte Alegre do Sul (com pousadas, alambiques e restaurantes rurais) também representam hoje importantes regiões no contexto do Turismo Rural paulista.



Para saber mais sobre o Turismo Rural em São Paulo: Rotas de São Paulo e Guia de Turismo Rural de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário